Página inicial
 
 
 

Cidades Históricas - Aracaju Sergipe

 

Laranjeiras


Laranjeiras era o berço da economia da Província. A cidade formou a sua economia na cana-de-açúcar e no comércio de escravos, cuja presença deixou traços marcantes na cultura, preservados no Museu Afro-Brasileiro, e na religiosidade.
A cidade guarda em seus monumentos traços marcantes da presença dos jesuítas, que contribuíram de forma efetiva à colonização. Em suas ruas respira-se muita religiosidade. Lá estão famosas igrejas sergipanas, como as de Comandaroba, Nossa Senhora da Conceição e do Senhor do Bonfim, todas erguidas durante o período de permanência dos jesuítas. Sendo a segunda cidade histórica mais importante do Estado, concentra até hoje o maior número de manifestações folclóricas do Estado, muitas das quais já extintas no resto do país.
Distância da capital: 23 km
Vias de acesso: BR 101

 

São Critóvão


Divulgação EMSETUR Em Sergipe, a 23 km da capital, está a quarta cidade mais antiga do Brasil: São Cristóvão, primeira capital de Sergipe, posto que perdeu em 1855, quando o então Presidente da Província, Inácio Joaquim Barbosa, transfere a capital para Aracaju. A cidade foi fundada por Cristóvão de Barros, em 1º de janeiro de 1590 - época em que Portugal estava sob domínio do Rei Felipe II da Espanha e 1o de Portugal -, recebendo seu nome em homenagem a Cristóvão de Moura, representante do rei da Espanha em Portugal.
Tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional desde 1939, São Cristóvão desenvolveu-se segundo o modelo urbano português em dois planos:
cidade alta com sede do poder civil e religioso, e cidade baixa com o porto, fábricas e população de baixa renda. O casario guarda nas fachadas a divisão social do Brasil Colônia, representando cada grupo de poder. Os tribeiras, os beiras e os eiras indicavam aos passantes quem ali morava. Se era rico ou pobre, poderoso ou não.


 
Parceiros do nosso portal

 
 
                     
 

Desenvolvido por:

Bymidia Design - Desenvolvimento de Sites, Home-page, Design Gráfico - Aracaju-SE

 

O conteúdo deste site é livre para reprodução, desde que seja mantida a fonte e os devidos créditos.